A Minha Filosofia

Eu ficarei para sempre com o que disse Zoroastro, grande sábio persa do século VI a.C., que resumiu o que é estar no caminho correto em apenas uma singela frase:

"BONS PENSAMENTOS, BOAS PALAVRAS, E BOAS AÇÕES."

Quero fazer deste princípio o meu viver, incorporar em tudo o que sou a essência desta visão tão simples, para conseguir estar bem com o mundo e comigo mesmo antes de qualquer coisa.

miércoles, 17 de diciembre de 2008

Cuidado com o que tu escreves



Estou profundamente interessado em entender a vida, em saber o que ela é. Quero conhecer o mundo e as pessoas.

"Deixemos de querer mudar o mundo às cegas e passemos a tentar compreendê-lo, a saber o que ele é.'' Quem disse isso foi Slavoj Žižek. É o que eu quero fazer. Já desisti de tentar mudar o mundo, porque pretender isso seria lançar-se à tarefa de mudar as pessoas, e ninguém muda ninguém.

Gosto de ler. Tanta coisa tem que já foi escrita, e é impossível ler tudo. Mas eu me esforço. É curioso o efeito da escrita na humanidade. O homem é o único ser que dispõe de três formas de comunicar o que deseja: a expressão do rosto ou do corpo, a emissão de sons (no nosso caso, a fala), e ainda a escritura. É fantástico. Só que seria um erro pensar que a escrita muda as pessoas. Prefiro acreditar que ela apenas desperta sentimentos e emoções que todos nós já temos.

Aí, tem o problema de lidar com as pessoas. Para a escrita, ele se resume às formas de interpretação dos outros.Assim como o que eu digo está sempre sujeito a ser compreendido de outra maneira, o que eu escrever também estará.

Marx e sua filosofia comunista pareciam ideais, pareciam ser o que o mundo precisava e até ainda precisa, porém o mundo fez dela o que fez, e inúmeros foram afetados. Sem mencionar que, muitos foram igualmente vítimas daquilo que escreveram. Uns perderam a vida, outros a liberdade, outros foram deixados de lado por aqueles que não os aceitaram, Spinoza por exemplo...

Não quero dizer que as pessoas são demônios sangrentos (talvez nem sempre o sejam...).O que não digo é que são anjinhos. Eu mesmo não sou. Vejo em mim erros que sei que outros terão também, não importa em que intensidade. É necessário medir e pesar cada palavra que se diz, para que o pescoço permaneça no lugar, e fazer o mesmo com cada linha que se escreve. Pelo bem tanto de quem escreve quanto de quem lê...

2 comentarios:

Endim Mawess dijo...

o texto já estava bom com a imagem desses dois fofuchos ficou melhor ainda, lembra daquele comercial do desodorante axe? o bem e o mal convivem dentro de você.

Hakime Goul Djounoubi dijo...

Verdade, lembro sim. Óptimo o comercial, Endim. Obrigado pelas visitas, querido. assim que puder passo lá no te3u para conferir as novidades!